Follow by Email

terça-feira, 29 de março de 2011

Brasileiro com maior número de títulos mundiais unificados individuais em Karatê

Brasileiro com maior número de títulos mundiais unificados individuais em Karatê
Terça-feira, 7 de agosto de 2007

O faixa preta em karatê, Kazuro Nakashima Diana, tem uma vida de muitas conquistas, mas também de muita luta


Brasileiro com maior número de títulos mundiais unificados individuais em Karatê
Kazuro Nakashima Diana entra para o RankBrasil pelo recorde de Brasileiro com maior número de títulos mundiais unificados individuais em karatê.

O recordista é natural de São Paulo e começou a desenvolver e a praticar a técnica do karatê aos quatro anos de idade, sob os cuidados do mestre Sadao Saito.

Sem esconder sua base cultural, o atleta revela que é descendente de italianos e japoneses. “A parte oriental contribuiu com a sabedoria e a racionalidade no agir, enquanto a ocidental, com a emoção, o sentimento e a força física”, destaca.

Na modalidade, ele possui formação em Karatê Tradicional e Esportivo e é faixa preta desde 1990. Seu pai é mestre 8° Grau e foi quem outorgou seu 5° Grau de Karatê, em 2006. Seu primeiro mestre, Sadao Saito, faleceu quando Kazuro tinha 15 anos. No momento, quem o supervisiona é o pai e o seu atual mestre 10° Grau, Takashi Miyagi, que está no Japão.

A trajetória do recordista descreve uma vida de muitas conquistas, mas principalmente de muitas lutas. Ele conta que já competiu e conquistou títulos nas mais difíceis condições. O vice-campeonato mundial em 2003, na Rússia, Kazuro venceu com pneumonia e apenas um mês de treino.

No Mundial de Clubes da Itália em 2005, conquistou três categorias diferentes, dois ouros e uma prata. Pesando apenas 74kg, lutou contra adversários com uma média de 1,90m de altura e que pesavam até 150kg. Kazuro estava com o ombro direito deslocado, o peito do pé quebrado e os dedos anular e indicador da mão esquerda também quebrados.

“Neste Mundial de Clubes da Itália foram dois dias de pura raça e fé. E quando a fé é boa, o bom resultado é inevitável”, declara o atleta. Ele conta também que para conquistar seu primeiro título dos Jogos Abertos do Interior, treinou 365 dias do ano para se tornar campeão.

Com a homologação do recorde, Kazuro acredita que as pessoas poderão ver a ponta do iceberg, que há muitos anos ficou submersa.

O recordista deixa claro que não se trata de unir o karatê mundial, mas sim de se dar o devido reconhecimento a qualquer praticante que possua competência no ramo, sem vinculá-lo a nenhuma bandeira, marca ou entidade, simplesmente reconhecê-lo por seus méritos e por seu trabalho.

Ele defende a idéia de que atualmente o karatê está rotulado e com o esporte, seus praticantes. “Nós fazemos o nosso rótulo e decidimos os nossos destinos, as pessoas esqueceram disto. O atleta faz a entidade e não a entidade que faz o atleta”.

Além do karatê, Kazuro é formado em auxiliar de Contabilidade, técnico em Computação, superior em Ciências Econômicas e cursando o 6º semestre de Medicina Fisioterapêutica.

Curiosidades
Existe diferença entre Karatê e Karatê-Do?
Antigamente, karatê se referia a uma arte de matar e atualmente é mais voltado ao esporte.
Já a palavra Karatê-Do foi criada com o intuito de mostrar que o karatê não tem finalidade somente de luta e sim da formação do caráter de um ser humano.

Desta forma, o Karatê-Do significa uma arte marcial tradicional. Por outro lado, somente karatê quer dizer apenas uma atividade esportiva.

Significados
Karatê = mãos vazias ou recurso no vazio.
Karatê-Do = caminho das mãos vazias ou caminho do recurso no vazio.
Kara = vazio
Te = mão
Do = caminho


Redação: Raquel Susin
Revisão: Fátima Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário