Follow by Email

quinta-feira, 17 de março de 2011

MUNDO FANTÁSTICO



Esta é a gigantesca - e também pouco conhecida e divulgada - pirâmide-curva de Dashur, provando que os antigos egípcios (se é que foram mesmo eles que a construiram) literalmente "brincavam" com a arquitetura. Aqui, uma surpreendente técnica logrou produzir um efeito todo especial ao curvarem o ângulo ascendente do monumento. O seu revestimento externo, hoje danificado, era polido de tal forma que ela reluzia ao longe! A ciência tradicional atribui a construção desse colosso ao período da Quarta Dinastia, durante o reinado do faraó Sneferu. Porém, ela é muito mais antiga do que se pensa, devido ao seu tamanho e proporções. E o fato de nela ter sido gravado o cartucho daquele faraó não significa que verdadeiramente tenha sido ele o construtor. Era costume no Antigo Egito que governantes vaidosos (eles sempre existiram!) colocassem seus nomes nos trabalhos alheios.

E aqui vemos a falsa pirâmide de Sneferu, também atribuida à Quarta Dinastia. Na verdade, trata-se de um monumento bastante diferente de tudo aquilo que se conhece no Egito. E, se prestarmos a devida atenção, nele veremos.... A imensa estilização de um OVNI!!! E que coisas surpreendentes estariam preservadas nas suas câmaras secretas - assim como em todas as pirâmides situadas por dentro e em baixo desses inexplorados monumentos?

E por falar em coisas "de baixo", pesquisadores instalaram uma câmera subaquática no Lago Ness, Escócia, funcionando 24 horas ao dia para tentar flagrar as atividades do famoso monstro que, apesar das diversas fotos e testemunhos, os céticos dizem não existir. Mas vejam só esta nítida seqüência recentemente captada, de maneira nítida e inquestionável mostrando a face de uma imensa criatura nas proximidades da vegetação submersa!

E agora, mais outra intrigante "curiosidade" arqueológica nessas fotos de nossa própria autoria! A cidade é Rio Bonito, município do Rio de Janeiro. O manancial que a abastece é denominado "Parque da Caixa D'Água". Ali, em meio às espessas matas podemos encontrar uma enorme rocha em forma de pirâmide (cerca de 15 metros de altura!), além de uma perfeita esfera em granito e esse estranho rosto, que sobressai em meio à paisagem. São peças arqueológicas muito antigas e não-identificadas, que por sinal antecedem à fundação da própria cidade. Lá também existem profundas cavernas que se dirigem ao subsolo, jamais tendo sido exploradas e além de tudo cercadas pela prefeitura local devido aos estranhos "acidentes" que ali ocorreram - tal como o de um menino que foi arrastado para o interior de uma delas pela correnteza e seu corpo jamais foi encontrado! Os moradores do local afirmam que esses "túneis" subterrâneos não têm fim e que - bastante sutil - o tal parque é "assombrado" por estranhas "criaturas brilhantes" que durante as madrugadas são vistas parecendo surgir do subsolo!

Um detalhe mais aproximado do estranho rosto. Note-se os detalhes do chapéu, ou capacete, que usa. Seriam esses enigmas arqueológicos nessa cidade marcos de uma das entradas para o lendário mundo subterrâneo? Tudo é possível!

O que você vê nessa ilustração é a perfeita representação de um motor - aliás bastante semelhante aos dos nossos modernos automóveis. Porém tem milhares de anos de idade e é o esquema do templo rupestre de Elora, na Índia. O arqueólogo dinamarquês Fred Melhegarde - após ter estudado detalhadamente as grandes edificações do passado mais remoto - chegou à conclusão que não só os portentosos templos e os monumentos do Egito foram construídos através de maquinário muito aperfeiçoado, como também que os nossos Ancestrais Superiores, como no espantoso exemplo acima, escondiam os seus segredos científicos nos seus respectivos planos arquiteturais!

Não há como negar! Existiu de fato o emprego de uma avançada tecnologia no nosso esquecido passado! Nesta foto que data de 1931 e foi tomada pela expedição de Johnson Shippee, a impressionante muralha peruana - atravessando uma enorme extensão por sobre altas montanhas (calcula-se em cerca de 70 quilômetros!). Não se sabe que misteriosa civilização a edificou, e até hoje não se deram ao trabalho de explorá-la. E isso jamais poderia ter sido feito sem o emprego de máquinas e até mesmo sem a utilização de avançadas técnicas de topografia!

Essa expedição aérea igualmente descobriu naquele misterioso país, bem ao norte de Cuzco, esse curioso monumento que lembra um anfiteatro, postado no topo de uma outra alta montanha. Também permanece inexplorado! Por quê?

Este é Júpiter, o misterioso e distante planeta do nosso Sistema Solar.....

..... E esta é Callisto, uma das suas quatro luas e também a mais escura e menos densa de todas, levando por essa razão os cientistas da NASA a acreditarem que nela a água possa existir.

E esta é uma das fotos da sua estranha superfície. O que vemos de interessante ali?

Ei-la devidamente ampliada. E se essas coisas que estão por nós assinaladas (e que por sinal distoam completamente da paisagem circundante) não são enormes UFOs pousados, certamente se tratam de edificações - obviamente construídas por seres inteligentes!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário