Follow by Email

terça-feira, 29 de março de 2011

QWAN-KI-DO

QWAN-KI-DO
(CAMINHO DA ENERGIA VITAL)

SURGIMENTO

    Mestre Chau Quan Ky dirigia-se, certo dia, para Govap (pequena aldeia ao sul do Vietnã), com suas plantas medicinais, quando foi surpreendido por uma tempestade. Um garoto de 10 anos chamado Phuam Xuan Tong surge abençoadamente e lhe oferece hospitalidade. Comovido, Chau Quan Ky traça o mapa astral da criança e solicita a seus pais que a deixem com ele, para receber os conhecimentos das artes marciais chinesas.
    O jovem Pham Xuan Tong treina duramente as posições de base nos anos que se seguiram. Aos 14 anos a prática de seus exercícios chegava a 4 horas diárias. Aos 19 anos já obtêm várias vitórias em competições nacionais e aos 2º é selecionado para integrar a Equipe de Treinadores Nacionais da Federação Vietnamita de Artes Marciais ( Tong Cuoc Quyen Thuat Vietnam). Estuda, simultaneamente à arte marcial, medicina tradicional, fisioterapia, digipuntura, osteopatia (massagem). Aos 21 anos parte para a França, a fim de concluir seus estudos superiores.
    A partir de então (1968) começa a desenvolver uma nova arte marcial que arrebanha com muita rapidez muitos alunos. A perseverança e as qualidades pedagógicas do mestre Pham Xuan Tong o elevam ao nível dos grandes experts vietnamitas radicados no Ocidente. Essa ascensão, somada ao apoio dos alunos e amigos, o levam à criação da Federação Francesa de Qwan Ki Do, em maio de 1981.

RAÍZES

    O Qwan Ki Do traz raízes das mais antigas técnicas das artes marciais. Representa, em sua terminologia recente, a realização de 25 anos de estudo e pesquisa efetuadas por um dos maiores expoentes das artes marciais sino-vietnamitas: mestre Pham Xuan Tong. Nascido em 17 de julho de 1947, em Ninh Binh, perto de Nam Dinh (Tonkin), Pham Xuan Tong elaborou uma síntese dos mais célebres estilos de artes marciais chinesas e vietnamitas. No Vietnam, teve a honra e o privilégio de ser discípulo de mestre Chau Quan ky que o designou, por testamento, sucessor e depositário de sua Escola chinesa Nga Mi Ho Hac Trao  (E Mei Hu He Zhao) Foi ainda beneficiado pelo ensino da arte marcial vietnamita de seu tio-avô Phan Tru e dos mestres Long Ho Hoi, Phan Thanh Su e Lê Van Kien.

AS ESCOLAS CHINESAS

    O “WO – MEI” ou “Nga-Mi-Phai” é uma arte marcial antiga, de origem chinesa. Ela foi criada sob a dinastia T’SING(1644-1911), pelo eremita chamado Bach-Mi-Dao-Nham (homem de cílios brancos), que vivia nas montanhas do sul da China, conhecidas como Nga-Mi-Son.
    As técnicas do Nga-Mi-Phai são baseadas, essencialmente, na união de dois prinicipios: a força física e a energia vital. É uma escola especializada na técnica das mãos juntas, dos deslocamentos e esquivas, que com o decorrer dos séculos conseguiu uma reputação comparável à escola Shao-Lin.
    O Nga-Mi-Phai apareceu no Vietnã em 1936, mais exatamente em “Tra-Vinh”. Seu propagador o Mestre Chau Quan Ky, abriu vários centros de artes marciais em 1956 em “Cho-Lon” e em 1958 em “Gia-Dihn”.
    Mestre Chau Quan Ky pertencia a etnia Hakka, reagrupada, no sul da China. Os Hakka (He Gia) praticavam um estilo bastante conceituado, o Thieu Lam Nga Mi Phai (Shao Lin  Mei Pai) – originário do Chau Gia Duong Lang Phai (Zhu Jia Tang Lang Pai), que privilegia as técnicas de mãos acompanhadas de deslocamentos muito rápidos e de esquivas. Essas técnicas conservam, apesar de tudo, as particularidades dos métodos locais e seus grandes mestres, sozinhos asseguraram a transmissão de suas especialidades.
    Mestre Pham Xuan Tong foi discípulo direto de mestre Chau Quan Ky durante mais de 10 anos (1957-1968).

AS ESCOLAS VIETNAMITAS

    O “VO” representa a arte marcial nacional vietnamita, unificou as técnicas mais difundidas em razão do desenvolvimento das diferentes escolas vietnamitas influenciadas pelos estilos de origem chinesa e tailandesa. Esta arte é o trabalho de todo um povo e tem mais de 4000 anos de história.
    A arte marcial vietnamita reúne técnicas das mais variadas em razão do desenvolvimento de diferentes escolas. Obra de todo um povo, conheceu períodos de popularização no decorrer dos quais foram criadas a Universidade Real das artes marciais (Giang Vo Duong) e licenças e doutorados em artes marciais, um grande avanço, visto ter passado também por períodos desfavoráveis durante os quais sua prática fora proibida.
    Mestre Pham Xuan Tong estudou essencialmente as técnicas de punho (da província de Binh Dinh) e do bastão longo (da província de Quang Binh).
UMA LONGA ELABORAÇÃO

    Em 1968, mestre Pham Xuan Tong busca a França para terminar seus estudos. Passa então a empreender o trabalho de sintetizar as duas grandes correntes que aprendera, para tanto servindo-se de elementos da herança do Extremo Oriente e integrando certas descobertas recentes do campo da Educação Física e da Pedagogia do ensino; surge o Qwan Ki Do Fruto de vários anos de pesquisas teóricas e práticas, dos quais 13 anos passados na França (1968-1981).
  
TERMINOLOGIA

    Apesar da nova nacionalidade, mestre Pham Xuan Tong continuou fiel às tradições de sua terra natal e, particularmente, ao culto de seus antepassados. Duas razões o motivaram a escolha do termo “Qwan Ki Do”, a vontade de prestar uma homenagem a seu mestre, Chau Quan Ky (mencionando-o foneticamente no nome de seu método), e o desejo de valorizar os dois elementos fundamentais de toda arte marcial, o “Khi” (“Qi” em chinês, “Ki” em japonês) e o “Dao” (“Dao” também em chinês e Do em japonês). Essa dupla preocupação levou ao termo “Quan Khi Dao” (Via da Energia Vital) transcrito para a facilidade de escrita “Qwan Ki Do”.



Mestre Pham Xuan Tong





Nenhum comentário:

Postar um comentário