Follow by Email

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Conheça alguns Símbolos da Maçonaria


Conheça alguns Símbolos da Maçonaria

A Chave de Salomão - Símbolos Maçônicos no livro de Dan Brown

A 'Chave de Salomão', deverá ser o título do próximo livro de Dan Brown. Especula-se que a arquitetura da cidade de Washington será o ponto de partida onde o professor Robert Langdon viverá mais uma aventura que terá como objetivo decifrar os supostos símbolos maçônicos impregnados na arquitetura da cidade.

Veja abaixo por onde a trama de Dan Brown pode passar.

A lenda sobre a nota de um dólar, com o 'olho que tudo vê' e a pirâmide luminosa.


Washington Family Portrait - Quadro exposto na National Gallery for Art

O quadro de Edward Savage , mostra três integrantes da família Washington reunidos ao redor de um mapa da cidade. Todos apontam para o plano, formando com os dedos uma misteriosa área triangular. No canto da imagem, o neto de Washington segura um compasso - símbolo maçônico - sobre o globo terrestre.


A idéia original era colocar aqui os restos mortais de george Washington, mas a família do ex-presidente vetou o plano. A pedra fundamental do monumento foi lançada pelo grão-mestre da maçonaria na cidade, em 1848. a história do obelisco está, indiretamente, ligada ao vaticano: uma pedra de mármore foi doada pelo papa Pio 9 para sua construção. Mas o bloco foi roubado e sua localização até hoje é desconhecida.

Avenida Pennsylvania

Alguns especialistas afirmam existir um alinhamento da avenida, no trecho entre a Casa Branca e o Capitólio, com a estrela Sirius, que é associada
à deusa Ìsis, do Egito antigo. Pode estar aí um dos elementos do sagrado feminino de que Brown tanto falou em o Código da Vinci.


Compasso entre o Capitólio, Casa Branca e Memorial a Jefferson

Muita gente vê no mapa da cidade um compasso com a cabeça no Capitólio e cada uma das pernas na direção da Casa Branca e do Memorial a Jefferson. "É possível aplicar esse desenho triangular a qualquer mapa e fazê-lo funcionar. O que não quer dizer que ele estava previsto no plano original da cidade", diz Paul Dolinsky, chefe do orgão do governo americano responsável pelo patrimônio arquitetônico do país.

Amadeus Mozart

O compositor era bastante ativo numa das lojas de viena. compôs pelo menos oito canções para a ordem e colocou tantos símbolos maçônicos em a Flauta Mágica , que a ópera chegou a ser descrita como um "Livreto de Propaganda pró-maçonária".

Jânio Quadros

É o único presidente na história do Brasil comprovadamente maçom – apesar de FHC também ser freqüentemente apontado como membro da ordem. Fotos do maçom Jânio decoram a ante-sala do grão-mestre da principal loja de SP.


Simón Bolívar

Ícone da independência sul-americana, o venezuelano freqüentava a loja maçônica Lautaro, conhecida pelo discurso antiespanhol. Revolucionários como San Martín e Bernardo O’Higgins também participavam das sessões .


Harry Truman

Antes de ocupar a Presidência americana durante a 2º Guerra Mundial e autorizar o lançamento das bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki, foi grão-mestre da maçonaria no Missouri, seu estado natal.


D. Pedro I

O imperador teve uma relação de amor e ódio com a maçonaria. Sua passagem pela ordem durou 3 meses. Tempo suficiente para ele ser iniciado, ascender a grão-mestre e então proibir todas as atividades maçônicas no Brasil.


Benjamin Franklin

Cientista e ativista político americano, usou seus contatos nas maçonarias da França e da Inglaterra para conseguir apoio à causa da independência dos EUA, da qual foi um dos principais líderes.


1. De peito aberto

Com os olhos vendados o iniciado é levado ao templo por um maçom que vai acompanhá-lo durante toda a cerimônia. Ele deverá ter nus a perna direita, até a altura do joelho, e também o lado esquerdo do peito – a origem desse costume seria uma tentativa de se certificar que não se trata de uma mulher.


2. 360o

Antes de começar a iniciação, o candidato é girado em torno de si para perder o senso de direção. A seguir, começa a cumprir as provas que representam a passagem por fogo, água, ar e terra. Numa delas, ouve espadas tinindo ao redor do templo.


3. Montanha-russa

O iniciado encontra obstáculos: uma gangorra onde sobe sem saber que está prestes a cair. Ou uma almofada de pregos em que é convidado a descansar – os metais serão retirados poucos antes de ele sentar. A idéia é testar sua confiança. Depois, é levado para uma pia, onde se purifica lavando as mãos, e é incensado 3 vezes.



4. Batismo de sangue

O iniciando se compromete ao sacrifício pela pátria, pela humanidade e pela ordem. O venerável mestre então manda imprimir em seu peito uma marca que o tornará reconhecível para todos os maçons – na verdade, aproxima da pele um pedaço de ferro aquecido que transmite a sensação de calor.


5. Sim ou não

Após se comprometer a guardar em segredo tudo que escutar e a fazer caridade, o iniciado deixa o templo para os maçons decidirem se o aceitarão. Em caso positivo, o rito segue. Com um compasso numa mão e a outra sobre a Bíblia, o iniciado faz um juramento. O mestre diz: "De hoje em diante, estais ligado para sempre à nossa ordem".


6. Faz-se a luz


Mais uma vez o iniciado sai da sala. Quando volta, encontra o templo às escuras e todas as espadas apontadas para ele. Só um sustinho. As luzes são acesas e, com uma espada sobre a cabeça, o iniciado recebe o avental de aprendiz e ouve a revelação dos segredos como toques, palavras e sinais. Está para sempre na maçonaria.


COMPASSO e o ESQUADRO

O instrumento que desenha círculos perfeitos significa a busca pela perfeição. É o símbolo do raciocínio maçônico.
O Esquadro, Seu ângulo reto mostra como o homem deve levar uma vida honesta. Ao lado do compasso, representa a união de idéias e ações.


AVENTAL

Lembra que todo homem nasceu para o trabalho e que um maçom deve trabalhar insistentemente para a descoberta da verdade e melhora da humanidade.


TRÊS PONTOS

Tem várias interpretações reconhecidas. Lembra o místico delta, faz referência ao tripé liberdade, igualdade e fraternidade e às qualidades indispensáveis ao maçom: amor, vontade e inteligência.

As 12 Colunas de um Templo Maçônico

Um templo deve ter 12 colunas, para lembrar os 12 signos do Zodíaco.

Templários

A ordem com sede no templo de Jerusalém foi criada após a primeira cruzada para proteger peregrinos. Vitaminada por doações de nobres, ganhou poder a ponto de incomodar o rei da França e o Papa. Juntos, eles tramaram para mandar os templários para as fogueiras da inquisição.

Iluminati

Fundada em 1776, pretendia se infiltrar nos governos para controlar decisões nacionais. a ambição gerou perseguição feroz e em menos de 10 anos a sociedade estava praticamente exterminada.

Rosacruz

Ordem que prega a tolerância religiosa fez muito sucesso com os intelectuais do século 17. Seus rituais e sinais secretos têm seguidores até hoje.

Skull and Bones

Para muitos, é a mais poderosa sociedade secreta atual. Aceita apenas alunos da universidade Yale, uma das mais elitizadas dos EUA. Entre seus integrantes estão George W. Bush, John Kerry, ministros da suprema corte e alguns dos influentes empresários do país.

TRANSCRIÇÃO NA ÍNTEGRA DE: http://politicaeatualidade.blogspot.com/2010/12/conheca-alguns-simbolos-da-maconaria.html

Um comentário:

  1. Os paramentos são muito bonitos e isso ninguém pode negar, né?

    ResponderExcluir