Follow by Email

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Coronel que atirou em maçons deve ser expulso da entidade


  • TRANSCRIÇÃO NA ÍNTEGRA DE:http://www.midianews.com.br/?pg=noticias&cat=3&idnot=13631 



    Coronel que atirou em maçons deve ser expulso da entidade

  • João Bosco será julgado pelo Tribunal Maçônico, após cometer disparos durante festa de confraternização da Loja Filhos de Hiram


  • Divulgação 

    Coronel reformado (no detalhe) deverá passar por julgamento do Tribunal Maçônico

    ANTONIELLE COSTA
    DA REDAÇÃO
    O coronel aposentado da Polícia Militar, João Bosco da Silva, deverá ser expulso da Loja Maçônica ‘Filhos de Hiram', localizada no bairro Jardim Itália, segundo fontes ligadas as Grandes Lojas.

    João Bosco será julgado pelo Tribunal Maçônico, após ter desferido vários disparos de arma de fogo, durante uma festa de confraternização da Maçonaria, na noite de sábado. Caso seja expulso, ele passa a ser 'discriminado' em todo mundo, não podendo mais integrar em nenhuma outra unidade da associação secreta.

    Os tiros atingiram José Dimas Matar e César Vidotto, que também fazem parte da Loja Filhos de Hiram. Dimas levou um tiro no abdômen e está internado no Hospital São Matheus. O quadro é estável e não há risco de morte. Vidotto levou um tiro de raspão. Chegou a ser encaminhado ao Hospital, mas foi liberado e se recupera casa.

    Até o momento, não há informações concretas dos motivos que levaram ao crime. Somente especulações de que não havia razões para tal. O caso foi registrado no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) do Planalto e deverá ser investigado pelo delegado Márcio Alegria, coordenador da unidade policial.

    Conforme o MidiaNews apurou, João Bosco ainda não se apresentou a polícia para prestar esclarecimentos. César Vidotto foi procurado pelo MidiaNews, mas preferiu não se manifestar sobre o incidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário