Follow by Email

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Ex-gerente da NASA declara: “Existe cidade alienígena na Lua!”


De acordo com o site Before It’s News, Ken Johston, ex-gerente do Departamento de Aeronáutica Nacional e Dados da Administração Espacial e do Departamento de Controle de Fotografias da NASA, que também trabalhou para a o Laboratório de Recebimento Lunar daquela agência durante as missões Apollo, foi mandado embora por falar a verdade.



Johnston afirma que a NASA sabe que os astronautas descobriram cidades alienígenas antigas, bem como os restos de maquinários avançados na Lua.  Alegadamente, alguma daquela tecnologia poderia manipular a gravidade.


Ele diz que a agência ordenou o acobertamento e o forçou a participar dele.

Nos últimos 40 anos outros cientistas, engenheiros e técnicos também têm acusado a NASA de acobertamentos e de ocultarem dados.

O crescente número de acusações vai desde o fato de estarem escondendo informações sobre objetos anômalos no espaço e mentindo sobre a descoberta de artefatos na superfície da Lua e Marte, até a ocultação de evidência de vida relatada pela sonda Viking durante o meio da década de 1970.

De acordo com Johnston, os astronautas do projeto Apollo trouxeram para a Terra evidências fotográfica de artefatos encontrados durante suas atividades extraveiculares na Lua.  Johnston afirma que a NASA o ordenou a destruir estas imagens enquanto ele estava trabalhando para o Laboratório de Propulsão a Jato (Jet Propulsion Laboratory – JPL), mas ele se recusou.

Quando ele abriu a boca para imprensa, a agência o despediu.

Em uma liberação para a imprensa, Kay Ferrari, diretora do programa SSA do JPL, disse que solicitou a Johsnton que pedisse sua demissão, pois ele havia publicamente criticado seu empregador.


Quando Johnston recusou a pedir sua resignação, ele foi sumariamente despedido, sem justa causa.

Após sua abrupta partida, ele indicou que estava saturado e cansado a respeito do governo dos EUA estar sentado em cima de provas por mais de quatro décadas, de que realmente há cidades alienígenas na Lua.

Eu não tenho nada a perder“, disse ele.  “Eu briguei com a NASA e fui despedido“.

Aparentemente algumas evidências de grandes estruturas e até de uma base lunar no lado oculto da Lua surgiram recentemente, as quais parecem dar respaldo às alegações de Johnston.

Como mencionado acima, Ken Johsnton não foi a única pessoa a delatar a NASA sobre acobertamentos.
O cientista que monitorou o importante experimento abordo da sonda Viking para detecção de vida, a qual chegou a Marte em 1976, ainda hoje continua a atacar a agência espacial estadunidense.

Gilbert Levin insiste que seu experimento biológico provou a existência de vida no solo marciano.

Nós obtemos dados positivos correspondentes aos critérios pré-missão, os quais provaram a existência de vida microbiana no solo marciano“, disse Levin ao National Geographic ["I Found Life on Mars in 1976, Scientist Says"].

O proeminente cientista está tão zangado com a NASA, que até criou seu próprio site na Internet, projetado para declarar ao mundo que realmente há vida no planeta vermelho.

E a lista de ex-funcionários da NASA que acusam a agência de acobertamento dos dados não para aqui. Há dezenas, senão centenas deles.


Donna Hare, que trabalhou como especialista ilustração e slide fotográfico alega que a NASA forjou milhares de fotos das missões, ofuscando e obscurecendo nelas as anomalias consideradas não apropriadas para o público em geral.

Sendo estas somente algumas das muitas indicações de que há muito mais na nossa história do que dizem haver, agora só nos resta esperar para o dia em que aqueles sentados encima das provas finalmente percebam o mal que estão fazendo para a humanidade e acabem as liberando.

Fonte: http://ovnihoje.com


Leia mais em : http://www.revelacaofinal.com/2011/09/ex-gerente-da-nasa-declara-existe.html#ixzz1ZHQw9TiY

Nenhum comentário:

Postar um comentário