Follow by Email

quinta-feira, 22 de março de 2012

Visão Remota


Finalmente descobriu-se que a CIA não gasta milhões de dólares em vão investigando armas psiquicas, espiões psiquicos e psiquicos psiquicos! O programa tinha o nome de código "Stargate", e foi usado em operações como seguir os movimentos do Generel Gadhafi da Libia. Entrevistada na TV uma professora da Universidade da California em Davis, Dra. Jessica Utts, deu novas revelações sobre os seus estudos, que indicavam que Joe McMoneagle tem poderes psiquicos.
O sr. McMoneagle afirma que ajudou a localizar os reféns americanos no Irão durante a presidência de Jimmie Carter. Estou certo que ajudou, mas se serviu para alguma coisa..., decida você. McMoneagle esteve no exército 16 anos, aparentemente servindo algumas vezes como espião psiquico. Agora como consultor psiquico civil, McMoneagle virou os seus talentos para feitos mais significativos, como a Dra. Utts demonstrou. Mostrou um desenho alegadamente feito por McMoneagle e declarou que tinha sido feito por visão remota. Um investigador foi até Altamont, famoso pela sua visão de milhas de moinhos de ventos ao longo de montes, e McMoneagle tentou ver o que o investigador em Altamont estava a ver. Claro que McMoneagle não estava a ver no sentido normal do termo, visto estar em Davis ou Chicago ou noutro lado qualquer. Estava a ver com poderes psiquicos o que outro estava a ver com os seus olhos. Este excitante fenómeno é conhecido por visão remota.
Os crentes ficarão desapontados por saber que ninguem perguntou à Dra. Utts por provas de que ela saberia fazer uma experiência controlada para demonstrar os poderes de McMoneagle. O total de provas desta evidência da poupança do governo e do valor da espionagem psiquica consistiu de um desenho e da palavra da Dra. Utts de que parecia Altamont. Posso garantir que parecia Altamont. Tambem parecia navios num mar agitado e uma imagem de nuvens agitadas numa tempestade. Mas não devemos duvidar da palavra de um investigador de estatística duma prestigiada universidade. Portanto, devemos aceitar que ela examinou a questão em pormenor.
Como serviço publico, informei-os do desafio de James Randi: um prémio para quem provar que tem poderes psiquicos. Não penso que testemunhos da Dra. Utts ou Mr. McMoneagle sejam suficientes. De qualquer modo, não duvido de qual será a resposta.
Contudo, num desenvolvimento inesperado, um portavoz da CIA, Mark Mansfield, afirmou que "a CIA está a rever os seus programas relativos a fenómenos de parapsicologia, nomeadamente visão remota, para determinar a sua utilidade." Tambem notou que o programa Stargate foi considerado "não promissor" nos anos 70 e foi abandonado pelo Departmento de Defesa. A certa altura dezasseis psiquicos trabalharam para o governo e o Dep. de Defesa disponibilizou-o a outros departamentos.
Os dólares dos contribuintes americanos foram usados para testar estes psiquicos no Stanford Research Institute (sem ligação à Stanford University) pelos ilustres Targ e Puthoff e uma organização com o nome de Science Applications International Corp. Os psiquicos foram testados em visão remota, précognição e clarividência. Num artigo da Associated Press por Richard Cole, o estudo é brevemente descrito pela Dra. Utts. 
A visão remota foi testada enviando um "emissor" a um local remoto e olhando um objecto enquanto o "receptor" no laboratório tentava descrever e desenhar o objecto. Foi dito sem comentários de Cole que "Um receptor particularmente talentoso desenhou correctamente moinhos de vento quando o emissor estava na quinta de moinhos de Altamont Pass."
Precognição foi testada fazendo o psiquico "tentar adivinhar uma resposta que ainda não tinha sido atingida." Não faço ideia do que isto significa.
Clarividência foi testada fazendo o psiquico "descobrir algo que tinha acontecido mas ainda não era sabido." Para crédito de Cole, ele mencionou o facto que Utts e Ray Hyman, que aparentemente colaboraram na avaliação de Stargate, afirmaram que "a pesquisa era faltosa em certos aspectos. O governo muitas vezes usou apenas um "juiz" para determinar os resultados dos psiquicos. Isso devia ter sido duplicado com outros juizes." Hyman é um psicologo na Universidade de Oregon. Assumo que Hyman, se não mesmo Utts, teriam exigido mais do que apenas mais juizes.
Cole concluia o artigo com afirmações absolutamente ininteligiveis atribuidas a Utts que não vou reproduzir aqui. Basicamente ela gostaria de ver mais fundos dedicados a investigação psiquica.
Bem, podemos não dormir melhor sabendo que os psiquicos não velam pelo descanso do mundo ocidental. Mas fiquemos confortados pela ideia de que existe uma comunidade cientifica e académica que aceita investigar e discutir qualquer coisa pelo conhecimento. Que mais podemos pedir?

Links
  • "U.S. didn't forsee faults in psychic spies program," Richard Cole, Associated Press, Sacramento Bee, Nov. 29, 1995, A2.
  • "Psychics and Spooks, How spoon-benders fought the cold war," por Gregory Vistica, Newsweek, Dec. 11, 1995, p. 50.
  • Hyman, Ray. "'Cold Reading': How to Convince Strangers That You Know All About Them" in The Skeptical Inquirer Spring/Summer 1977.
  • James Randi, Flim-Flam! (Buffalo, New York: Prometheus Books,1982).

Nenhum comentário:

Postar um comentário