Follow by Email

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Tadashi Takeushi, o mestre que fez história no Brasil


Tadashi Takeushi, o mestre que fez história no Brasil


Tadashi Takeushi orgulhoso ao promover Gustavo Lucena à Faixa Preta


Por: Gustavo Lucena (fonte: karateca.net)
Por volta de 1970, o karate estava ficando em moda e no Rio de Janeiro tínhamos 2 japoneses que davam aula, Mestres Uriu (introdutor do shotokan no RJ) - SHIDOKAN e Yatsutaka Tanaka (atual representante da JKA no Brasil) - KOBUKAN. Esses dois já haviam formado alguns faixas pretas, sendo o primeiro faixa preta formado no Rio de Janeiro o saudoso Lirton Monassa. 

crescimento do shotakan começou a incomodar a família Gracie, que logo invadiu a academia do Tanaka, que ficava em Botafogo, na zona sul, ou seja vizinho a Copacabana, reduto das academia Gracie e Carlson Gracie, únicas renomadas na época.

A proposta dos Gracie, como sempre visando o lado comercial da coisa, era de que se fizesse um evento em que lutassem alunos de ambas academias, o que foi prontamente recusado pelo Tanaka que em contrapartida disse que se alguém quisesse lutar com ele, até a morte, de portas fechadas, que o desafio estaria aceito.
Carlson teria dito que não era esse o objetivo da visita e foi embora sem que nada acontecesse. Essa mesma invasão pelo JJ, aconteceu com Mestre Kim e Flavio Molina do TKD alguns anos depois porém o desfecho foi outro, dessa vez o representante da família era Rolls Gracie.
Ingo, Athayde, Takeuchi, Gustavo e Ronny

Voltando ao shotokan... Tanaka é um sujeito franzino e que a despeito de sua coragem poucas chances teria contra um faixa preta de JJ bem preparado e mais pesado. Temeroso com o que pudesse vir a acontecer, o mesmo contatou a JKA relatando o fato. Imediatamente foi enviado ao Brasil Tadashi Takeuchi 6o Dan, com 30 anos, faixa preta de Judô também, invicto em combates e bom de luta até para os padrões japoneses.

Takeuchi abriu sua academia em Copacabana, há uns 500 metros da academia Gracie e apesar de ser visitado para verem sua aula por vários professores de JJ, jamais foi desafiado, muito pelo contrario.

Até Rolls Gracie deu uns treininhos com Fernando Soares (seleção de 1972), sócio de Takeuchi. Alguns anos mais tarde, se preparando para uma luta com Mestre Kim, que de fato nunca houve e Inacio, que ganhou de Bruce Lúcio do Kung Fu no desafio do Maracanazinho em poucos segundos, e pensou até em desistir de tanto que apanhou de Fernando Athayde, melhor aluno do 
Takeuchi, nos treinamentos.
O que diferencia o Tadashi Takeuchi:1- Excelente lutador, forte e ágil, talvez dos 3 melhores de todos os tempos2- Excelente Mestre. Extrema facilidade de ver seus erros.3- Apolítico. Logo cedo percebeu o que ocorria com a JKA e se desligou, por isso não tem nome.
Após mais de 10 anos no Rio de Janeiro, Takeuchi voltou ao Japão. De gênio difícil, Takeuchi até hoje é idolatrado por todos que foram seus alunos e respeitabilíssimo a nível mundial. Por uma questão de justiça, devo dizer que ele também respeitava o falecido Sensei Enoeda que dava aula em Londres, como o único que o havia enfrentado de igual para igual. O grande mestre faleceu no dia 16 de novembro de 2007, vítima de um ataque cardíaco. Junto com Nakayama e Enoeda deve agora estar dando grandes risadas sobre os fatos do passado.

Tive a oportunidade de treinar uma semana com o Enoeda e apesar de eu ser faixa marrom na época, ao dizer que era aluno do Takeuchi, me foi dada a honra de treinar com seus faixa pretas.
 Tadashi Takeushi foi o mestre mais importante para o desenvolvimento do Karate no estado do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário