Follow by Email

sábado, 4 de fevereiro de 2012

PMERJ, GREVE POR QUÊ?




Esclarecimento sobre a greve da Polícia Civil, Polícia Militar e Bombeiros militares do Estado do Rio de Janeiro: Peço a todos que dediquem apenas dois minutos de sua atenção às palavras daqueles que dedicam suas vidas em nome do bem estar de todos. Atualmente, tem-se falado muito sobre a greve dos policiais civis e militares e bombeiros militares do Estado do Rio de Janeiro. Gostaria de esclarecer alguns pontos: Esta greve não tem nenhum fim político-partidário. Trata-se sim de profissionais qualificados buscando uma igualdade salarial com outros profissionais dos diversos estados brasileiros. Um policial militar recebe, como soldo, menos do que R$400, quando o salário mínimo no país é de R$651,00. Recebemos algumas gratificações que somam este valor. Gratificações estas que podem ser retiradas a qualquer momento. Para um soldado da PMERJ, que está ativo, trabalhando, o somatório das gratificações chega em torno de R$1500,00. Porém se este policial adoece e precisa afastar-se do serviço, várias gratificações lhe são retiradas, restando pouco mais de R$1000,00. Quando ele mais necessita de recursos, perde um terço de seu pagamento.
 O Rio de Janeiro é o terceiro estado mais rico do país, enquanto sua polícia recebe o menor salário de todos os estados. Sabemos que, por vezes, são relatados casos de alguns maus policiais. Mas basta olhar com um pouco de atenção que facilmente se verá que são a minoria, e que a corporação, pouco a pouco, este aplicando a esta parte as devidas sanções cabíveis. A grande maioria é formada de homens de bem. De pais e mães de família, que saem de casa sempre despedindo de seus familiares sabendo da possibilidade de ser a ultima vez, dado o risco da profissão. Em diversos casos, nossa carga horária semanal ultrapassa as 70 horas, quando o correto para um trabalhador no Brasil seria 44 horas semanais. E ainda complementamos nossa renda com serviços extras. Não desejamos riqueza. Nem tampouco acumular bens materiais.
O que desejamos, como todo trabalhador brasileiro, é um salário digno, com o qual possamos alimentar nossas famílias, dar-lhes saúde e educação aos nossos filhos. Por isso, venho, em nome de todos os policiais militares, humildemente lhes pedir seu apoio em nossa pacífica manifestação. Encaminhe este email aos seus contatos, familiares, amigos. Se possível, prenda uma fita azul ou vermelha em seu carro, em apoio à nossa busca por mais qualidade de vida no próximo dia 10 de fevereiro. Agradeço a todos que somam conosco nesta caminhada. Que Deus abençoe a todos.
(Policial Militar)


Fonte: sobrevivente na PNERJ
Blog da Força Tática 


Nenhum comentário:

Postar um comentário