Follow by Email

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

EMINENTE GREVE NA PMERJ PODERÁ OCORRER EM 10/02/2012 - O GIGANTE DESPERTOU!



Ficou decidido hoje que o Governador do Estado tem até o dia 08/02 para convocar os representantes das forças para ouvir as reinvindicações, se até esta o Excelentíssimo  não der ouvido e "pagar" pra ver, no dia 09/02 haverá uma assembleia geral na Cinelandia as 18:00 horas para decidirmos os passos que iremos dar, é de total importancia que todos os policiais ebombeiros compareçam na assembleia geral para que juntos possamos decidir o nosso futuro. Grande abraço a todos e mais que nunca.
JUNTOS SOMOS FORTES!!!




vídeo
  

Com viaturas de brinquedos, faixas na cabeça e muita disposição para reivindicar um reajuste salarial para os profissionais da segurança pública, cerca de 20 mil agentes - entre policiais militares, civis e bombeiros - transformaram o cenário nas imediações dos postos 2 e 3, na orla de Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. Dois dias antes da aguardada manifestação, o governador do Estado, Sérgio Cabral, decidiu antecipar as parcelas de um reajuste previsto até 2013. A medida, no entanto, foi insuficiente para frear a briga da categoria por melhorias.

"Chega de ser a polícia militar com o pior salário do país inteiro. Chega de termos que trabalhar em até três serviços para termos que sustentar nossa família. Hoje o governo estadual não vê o policial militar como um trabalhador. Não recebemos adicional por insalubridade e trabalhamos até 72 horas por semana, quando o correto seriam 40 horas semanais. Trata-se de um total desrespeito ao trabalhador", acusou o cabo João Carlos Gurgel, que participou na manifestação na orla de Copacabana. Os praças reivindicam piso salarial de R$ 3 mil.

"Todos os homens buscam a felicidade. E não há exceção. Independentemente dos diversos meios que empregam, o fim é o mesmo. O que leva um homem a lançar-se à guerra e outros a evitá-la é o mesmo desejo, embora revestido de visões diferentes. O desejo só dá o último passo com este fim. É isto que motiva as ações de todos os homens, mesmo dos que tiram a própria vida." 
(Blaise Pascal) 










 








Bombeiros, policiais militares, civis e a Guarda- Municipal do Rio de Janeiro faziam na manhã deste domingo (29), na praia de Copacabana, na zona sul, uma manifestação por melhores condições de trabalho e aumento salarial.

Cerca de 6.000 pessoas participavam da passeata.

Segundo os organizadores do protesto, toda a corporação fará uma greve geral no dia 10 de fevereiro, caso as solicitações não sejam atendidas. #FATO !

No dia 3 de junho de 2011 centenas de bombeiros, muitos acompanhados de mulheres e crianças, ocuparam o quartel central da corporação, no centro do Rio. O ato desencadeou diversos protestos nos dias que se seguiram.

Membros das polícias Militar e Civil, além da Guarda Municipal apoiavam (Estamos Juntos, PMERJ - CBMERJ - PCERJ) com os bombeiros durante a manifestação.

Moradores colocaram panos vermelhos nas janelas dos apartamentos em apoio a manifestação.

+





Estamos conseguindo expôr a Sociedade Carioca a nossa indignação por nossas condições atuais, não há mais saida para o Governo e Governante Sr. Sérgio Cabral, que ele terá de aceitar nossas reinvidicações ou Paralisaremos no dia 10 de Fevereiro, estamos em busca de dignidade e qualidade para nossa Classe, a segurança pública está abandonada as traças, precisamos ser valorizados e trazer as nossas familias mais qualidade de vida. Chega de pormessasDesgovernador ! Não adianta querer dar essas esmolas, queremos o que é nosso de direito ! Salário justo e melhores condições de trabalho, não nos acomodaremos mais, e esta luta está apenas começando !































































































































A imagem é chocante e revela uma triste realidade do Rio de Janeiro, o abandono dos Policiais Militares.
Mais um herói assassinado em serviço, defendendo a população do Rio de Janeiro.
No Rio de Janeiro, o assassinato de Policiais Militares de serviço e de folga é quase uma banalidade, diante das centenas de corpos de heróis.
A população deve exigir que os heróis sejam tratados como heróis pelo governo estadual, que paga a eles o pior salário pago a Policiais Militares em todo Brasil, para arriscarem a própria vida.
Cidadão, o PM que agoniza no asfalto do Centro do Rio (foto) recebe cerca de R$ 30,00 por dia para arriscar a vida, metade do que recebe uma diarista e muito menos do que foi pago aos cabos eleitorais da campanha para reeleição do governador Sérgio Cabral.
No Rio, a vida dos heróis vale R$ 30,00 por dia.
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
PROFESSOR E CORONEL
Ex-CORREGEDOR INTERNO "












TRIBUTO AOS POLICIAIS DO BRASIL



Promessas do Governador do Rio de Janeiro, quando em campanha

2 comentários:

  1. Tenho orgulho de ser policial, tenho orgulho de defender a sociedade!

    ResponderExcluir
  2. Aconteça o que acontecer jamais deixaremos de defender a sociedade!
    Servir e Proteger, mesmo com o sacrifício da própria vida!

    ResponderExcluir