Follow by Email

sexta-feira, 18 de março de 2011

Guilherme de Padua em entrevista a Ratinho levanta polêmica e a fúria de famosos


Foi exibida ontem, dia 8, a entrevista com Guilherme de Padua, assassino confesso da atriz Daniella Perez, filha de Glória Perez no Programa do Ratinho. A entrevista, que durou cerca de 40 minutos, deu a Ratinho a vice liderança no Ibope, com 8 pontos de audiência e picos de 12. Cada ponto equivale a cerca de 60 mil residências na grande São Paulo.
Durante toda a entrevista Guilherme se esquivou de algumas perguntas porque disse ter sido ameaçado de ser processado. O apresentador não entendeu a atitude de Guilherme em preservar fatos e detalhes do crime, ocorrido dia 29 dezembro de 1992 e demonstrou irritação. O ex-ator referiu que gostaria de poder revelar a sua versão e criticou a imprensa de fazer afirmações falsas a seu respeito. Em todo o tempo Guilherme comentou sobre sua “nova vida”, após a sua conversão ao cristianismo.
Ratinho indagou o porquê de Guilherme ter aceitado o convite da entrevista para o seu programa e o ex-ator respondeu que a sua produção insistiu durante seis meses para que ele falasse e ainda alegou que ele deveria contar sobre sua experiência de conversão. Foi esse motivo que fez com que Guilherme aceitasse ser entrevistado.
Enquanto a entrevista acontecia ao vivo, Ratinho disse receber recados no twitter dizendo que Guilherme o estaria “enrolando” por não revelar o motivo do assassinato. Porém Guilherme disse que a história que a justiça conta não é a sua versão do fato e lembrou que a sua mulher, na época, Paula Thomaz, o estava acompanhando.
Em primeiro momento, durante nove meses, Guilherme assumiu a autoria do crime sozinho, porém ao ser criticado pela mulher, resolver confessar a participação dela. Na época ela tinha 19 anos e estava grávida, já Guilherme tinha 23 anos.
Também foi revelado que sua ex-mulher estava muito nervosa e tentou agredir Daniella, por isso ele tentou separá-las. Foi quando ele segurou a vítima pelo pescoço, no golpe “mata-leão” e ela ficou desacordada.
O ex-ator comentou que a justiça foi feita e que ele pagou pelo que fez. “Estraguei a minha vida. Deus tem feito coisas maravilhosas por uma pessoa que não merece. Fui condenado no natural, mas não no sobrenatural. Deus transformou minha vida”, disse.
Ao final da entrevista, Ratinho perguntou se Guilherme já havia pensado em pedir perdão à Glória Perez. Guilherme revelou que desde a época em que estava na cadeia já havia pensado nisso e disse que até hoje tem vontade de falar com Glória, mas acha que não será ouvido. Ele também confessou que deseja “o bem para aqueles que eu fiz mal, mas não aquele mal que a imprensa fala”.
Ratinho terminou a entrevista dizendo que Guilherme não iria revelar mais nada e que o estava “enrolando”, depois falou que não o perdoaria se fosse Glória Perez. Abruptamente falou que o programa havia terminado.
Manifestações contra a entrevista
A mãe da vítima, ao saber da entrevista, já havia escrito em seu twitter que Guilherme é um psicopata e reprovou a atitude de Ratinho. Desta vez ela disse através de seu microblog que “crime julgado não tem versões: é fato! Qualquer alusão desrespeitosa à minha filha, responderão na justiça”.
Glória não aceitou o fato de Guilherme ser entrevistado. “Esse assassino cruel teve amplo direito de defesa, foi julgado e condenado por homicídio duplamente qualificado no Tribunal do Júri. Portanto, não posso admitir que, 18 anos depois, a título de divulgação pessoal, venha querer fazer seu júri particular no programa do Ratinho”, escreveu.
A mãe da vítima ameaçou processar Guilherme caso ele fizesse menção depreciativa contra a sua filha. Por esse motivo durante a entrevista o nome de Daniella não foi mencionado, referindo-se a ela como a “vítima”.
Na época Daniella era casada e houve rumores de que a atriz e Guilherme teriam um caso romântico. Os atores faziam par romântico na novela De Corpo e Alma, escrita por Glória.
Sabendo da revolta de Glória Perez por entrevistar Guilherme, Ratinho iniciou a entrevista alegando que a Rede Globo de Televisão fez uma entrevista com Guilherme na época em que o crime ocorreu. “A Globo também mostrou entrevista de Glória Maria com Guilherme, logo depois do crime. Então, não vem me cobrar. Não sou funcionário deles, sou do SBT. Sou dono do programa. Só se o Silvio Santos ligar, não coloco no ar. Gente de fora não. Meu direito. Isso é censura. Eu não estou aqui para apoiar o Guilherme. Vou conversar com ele, faz 18 anos que ele não toca no assunto”, disse o apresentador.
Em resposta, Glória Perez escreveu: “O que pude perceber é que o Ratinho tem muito ressentimento contra a Globo. Eu não sou a Globo. Sou a mãe que perdeu uma filha, barbaramente assassinada. Dar palco ao psicopata assassino não atinge a Globo: só atinge a mim, aos meus sentimentos mais profundos e a toda a nossa família!”
O autor Agnaldo Silva, nesta manhã, também demonstrou insatisfação com a entrevista. Em seu twitter ele escreveu: “Ratinho teve sua melhor audiência na entrevista com Guilherme de Pádua. Quem será o próximo? Fernando Beira-Mar? O casal Nardoni? Se Ratinho quer levantar a audiência à custa de baixarias, que tal psicografar uma entrevista com Hitler? Médium pra isso é o que não falta. Mas o que se pode esperar de um cara que usa o codinome de Ratinho?”, escreveu, referindo-se a Carlos Massa.
Se você quiser ver o vídeo da entrevista de Guilherme de Pádua no Programa do Ratinho acesse o Gvídeos.

FONTE: http://www.walcordeiro.com.br/v1/2010/04/12/guilherme-de-padua-em-entrevista-a-ratinho-levanta-polemica-e-a-furia-de-famosos/

Nenhum comentário:

Postar um comentário