Follow by Email

terça-feira, 29 de março de 2011

SYSTEM WARRIOR OF ART FREE

SISTEMA DO GUERREIRO DA ARTE LIVRE
MORENO - PERNAMBUCO - BRASIL
 

O QUE É SWAF?
É um sistema de artes marciais que prima pelo desenvolvimento da livre expressão na arte de lutar.  A vivêncxia não clássica de treinamento da expressão corporal e da arte do combate inspirado na auto-disciplina e auto-defesa. Seu intuíto é o de aprofundar a consciênca permanente exercitando o corpo a mente e o espírito para a elevação do ser humano, na construção do homem integral. Não é uma arte oriental nem de tradição. Não possui vínculos com associações internacionais nem possui ainda representantes em outros estados brasileiros. Seu sucesso vem do desenvolvimento e divulgação realizada por seu criador e seus adeptos desde 2004 ano da sua criação. Sua nomenclatura se baseia em outro idioma  por escolha própria. Seu  criador está aberto para quaisquer esclarecimento em torno de sua criação, pois reside na cidade de Moreno/PE e é conhecido no cenário da artes marciais de Pernambuco.
O INÍCIO DO PROCESSO

 
Quando comecei a escrever os primeiros rascunhos me vi na obrigação de guardá-los já que esses iriam ser a base para criação de um sistema com seus próprios métodos e filosofia. Mas, era preciso criar um nome que o identificasse. Um grande número de palavras e combinações veio à minha mente, porém, desde o inicio sabia que a escolha não poderia visar uma roupagem oriental, embora sabendo que o oriente exerceu uma enorme influência nas artes marciais, lembrei também que o ocidente também foi berço de muitas criações. Pensei escolher um nome forte e sem termos difíceis, mas, qual? Depois de algum tempo pensando, achei por fim usar as iniciais do meu nome, não querendo personificar a idéia, mas, por ser esse ser esse um pensamento de origem humana e liberta, fruto de um desejo e do esforço para uma percepção individual de encarar a arte marcial como liberdade de expressão pois, foi assim que ela surgiu. Finalmente batizei o sistema como SWAF- System Warrior art free, sistema do guerreiro da arte livre. Passei então a desenvolver passo a passo, chegando inclusive a ensinar a primeira versão durante alguns meses. Foram construídos movimentos bem trabalhados seguindo a cartilha que a maioria dos sistemas de lutas adotam, mas, sem querer é claro se assemelhar as artes milenares transmitidas por grandes mestres que tive a honra de conhecer. Depois de algum tempo, percebi que o esboço criado se assemelhava aos antigos padrões existentes contendo movimentos  coordenados e sequências acumulativas que mais cedo ou mais tarde deveriam ser repassadas aos alunos e esses no futuro como mestres deveriam fazer o mesmo. Isto aconteceu com a maioria das artes marciais.  A criação de mais um estilo era o que estava caminhando para se tornar. Conciliando a prática e a filosofia dentro do que era realmente necessário, percebi que tinha caído em pontos já desprezados, foi quando passei a modificar seu formato até o sistema ficar liberto do seu formato original, deixando de ser apenas mais um sistema tradicional para apresentar uma metodologia em construção permanente, construíndo e descartando, ao mesmo tempo que interioriza ou absorve a essência. Ao  mostrar esse ponto de vista através de textos, pensamentos e reflexões aos amigos, fui gentilmente incentivado a continuar e me aprofundar nessas idéias, surgindo então o que mais tarde abandonaria a roupagem inicial, tornando-se apenas “A livre expressão na arte de lutar”. Levei em conta minha experiência no estudo e prática da arte marcial empregando ensinamentos técnico/filosóficos espirituais de alta reflexão. Acredito que a crença na espiritualidade e sua intensa relação em minha vida me ajudaram e inspiraram a fazer da idéia uma realidade. Sua prática sempre progressiva e dentro de um processo de não acumulação não deverá priorizar a obrigação de aprender seqüências com padrões fixos e repassar estas mesmas técnicas como acontece com as rotinas chamadas de katis ou katas, evitando também a super valorização para se alcançar degraus representados por cores, causando uma impressão que mantém o aluno preso e obediente a esta norma. Porém, em sua jornada o estudante terá que desenvolver sua capacidade dentro de uma linha progressiva consciente através dos níveis, ao qual ele mesmo através da sua percepção sentirá o grau de sua dificuldade ou de sua facilidade, trabalhando para aprimorar seu caminho. Trilhar níveis não deixa de apresentar e de causar um "certo" aprisionamento, contudo a maneira de encarar o processo será o diferencial necessário a todos que aceitem submeter-se ao seu ensino. O mestre é apenas um guia, apontando por onde o aluno deve seguir. O SWAF está identificado por um simbolo denominado de portal da soberania, ele é uma representação do nosso ser holístico, corpo, mente e espírito. Passar pelo portal significa mergulhar dentro de si mesmo e se submeter a todas as etapas rumo ao nosso destino ou o encontro com a nossa realidade. O portal representa o físico o nosso (corpo), ao lado deste está a sua sombra o nosso (espírito), representando a essência ou espiritualidade. Em cima esta o símbolo maior do equilíbrio o yin yang, e abaixo o lema que é a base de seu ensino. O pensamento liberto acompanhou muitos dos grandes pensadores no decorrer da história, culminando em suas descobertas, o sistema SWAF é apenas um modo para te auxiliar a descobrír a sua verdade pessoal. Alguns simplesmente ignoraram quando se depararam com sua linha de pensamento, que na verdade não traz nada de novidade. Mas, nesse mundo de possibilidades o que muitos enxergam é a concorrência no aparecimento de mais uma arte marcial, pois acreditam que já viram de tudo e se acham os senhores da sabedoria absoluta, onde muitos se gabam que suas técnicas e estilos são superiores a de outros sistemas. Se fecham para idéias que tragam propóstas diferenciadas das praticadas por eles, e rejeitam por achar que estas propostas são apenas uma repetição de tudo que já existe! A proposta trazida pelo sistema da livre expressão não significa trazer nada de novo. Também não significa ensinar técnicas não efetivas e usar a diversidade como artifício, ou simplesmente dizer que qualquer coisa que se faça é importante. Não tem a intenção de dar novos nomes para as mesmas técnicas. Ensina que devemos compreender que a praticidade está aliada a simplicidade. O simples não pode ser complicado nem tão pouco algo difícil de alcançar. O SWAF é apenas um conjunto de ferramentas que você dispõe para um processo íntimo que busca transformar a sua vida através de poder transformador da arte marcial.  






COMO RECONHECER UM VERDADEIRO MESTRE?
É fato comum consideramos como mestres os indivíduos que possuem uma imensa bagagem marcial, e por achar que possuem tanto conhecimento, somente estes são mestres! Para mim mestre vai além de se ter conhecimento acumulado, títulos, eloqüência ou idade avançada. Conheci inúmeros professores que não eram mestres! Considero um mestre todo àquele que executa a sua tarefa com amor e maestria. Mestre não é o que mantém ao seu lado legiões de pessoas dedicadas a ele, mas que ensine algo que vá além do conhecimento.  Mestre incentiva a imaginação como oportunidade para expandir a mente em verdade e em espírito. Seus ensinamentos motivarão seus discípulos, deixando para estes exemplos dignos para poderem encarar a vida em seus intensos processos, na intimidade da transformação necessária a todos nós!
 SOBRE O MESTRE
Você que conhece artes marciais como karatê, judô, jiu-jitsu, capoeira, kick boxing, taekwondo e tantas outras, talvez ainda desconheça o SWAF, nome dado a um novo sistema de artes marciais. De acordo com seus fundamentos, SWAF é o desenvolvimento da livre expressão na arte de lutar. A vivência não clássica de treinamento da expressão corporal e da arte combativa que utiliza os movimentos do corpo de forma livre. Um sistema com uma visão inspirada na autodisciplina e autodefesa aprofundada numa consciência físico/espiritual em construção permanente. O estilo foi desenvolvido por Sydney Freitas, um jovem mestre residente em Moreno/PE, que iniciou seus estudos em artes marciais a mais de 15 anos. Atualmente ministra aulas de SWAF em sua academia, na rua Santos Dumont N°156 Centro em Moreno/PE. O mesmo é presidente da FEMAPE Federação Master de Pernambuco.
Destaque
Aguinaldo Júnior - Exemplo de determinação e amor pela arte marcial, e principalmente pela divulgação do SWAF. 


 Encontro no Parque                               
 












Um encontro com a natureza, amigos e admiradores das artes marciais. Um dia diferente onde buscamos sentír através dos exercícios a energia presente naquele local.  Participe você também!


 


FONTE:http://arteswaf.zip.net/









Nenhum comentário:

Postar um comentário